Aprendizagem Infantil

Há algumas décadas era quase unanimidade que o processo de aprendizado do ser humano quando criança se dava por uma única via, onde o as informações vinham de cima – professor-, e o aprendiz deveria absorver de forma passiva. Isso seria o suficiente para sua inserção plena na sociedade e realização de suas capacidades. No que se refere ao desenvolvimento infantil, as crianças por muito tempo foram vistas e tratadas simplesmente como adultos pequenos. Mesmo assim, havia quem não concordasse com essa ideia e propusesse outra ótica nas pesquisas do desenvolvimento psicológico infantil.

Para o psicólogo e biólogo suíço Jean Piaget, essa noção estritamente verticalizada poderia estar equivocada. Para ele, o verdadeiro aprendizado acontece quando exploramos o mundo e que a educação, por sua vez, deveria acontecer quando as crianças entram em contato com seu ambiente e aprendem com ele. Sendo assim, a educação não poderia ser imposta aos alunos de forma passiva.

Ainda que as ideias de Piaget fosse revolucionárias para a época, nem todos os psicólogos concordavam plenamente com elas. Alguns enfatizavam a grande importância de ensinamentos externos – pais e professores – como meio de instruir e guiar na direção do quê aprender e como aprender. Não deveria, portanto, crescerem ‘soltos’ para descobrir sozinhos o mundo ao seu redor. Para Lev Vygotsky, por exemplo, se tratava de um processo interativo onde absorvemos valores e conhecimentos por meio das outras pessoas, bem como de nossa cultura, e a partir daí, desenvolvemos relações com nossos semelhantes.

Para o psicólogo cognitivo Jerome Bruner, as duas teorias estavam certas e se complementavam. Ele acreditava que o desenvolvimento infantil não se dava de forma solitária, mas resultante de um processo social da interação com o mundo. Por outro lado, também acreditava que, para tanto, seria preciso que um agente externo que oriente os pequenos ao longo de suas primeiras experiências. O que vemos hoje, de modo geral, é uma educação infantil que equilibra entre o ensino formal e o interativo.

Rolar para o topo