Fantasmas por trás dos insucessos afetivos

Uma das angústias mais recorrentes em consultórios de psicologia se refere aos relacionamentos amorosos e, embora diversos fatores e comportamentos possam levar a insucessos afetivos, o medo de ficar sozinho é muito frequente. Ao realizarmos uma imersão e uma retrospectiva na trajetória do indivíduo, muitas vezes os mesmo reconhecem que embarcam em relações dotados de medos e inseguranças.

Nesses casos, uma carga emocional muito forte é depositada no parceiro de modo a evitar o abandono, o que confere a procura de um relacionamento já com intenções distorcidas, que vão além da cumplicidade amorosa. Dessa forma, muitas dessas relações nutrem atmosferas de insucesso, sensação de abandono e relações abusivas.

São vivencias que necessitam, também, da reflexão por parte da própria pessoa, ou seja, quando se tem a noção de que os ciclos de insucessos afetivos se repetem, pode ser um interessante momento para organizar os sentimentos e buscar uma melhor convivência com seus pares.

Rolar para o topo