Ansiedade, Artigos, Comportamento

Ansiedade e Transtorno de Ansiedade

A ansiedade é um mecanismo natural do ser humano, responsável por colocar a pessoa em estado de alerta quando se está próximo de alguma ameaça. Pense numa pessoa diante de uma prova que se está por fazer, o havendo o risco – ameaça – de não atingir a pontuação. E se for muito difícil? Etc. Ou alguém que vai casar. Geralmente, os momentos que antecedem a cerimônia são de grande ansiedade. Para alguns pode durar de fato uma semana antes do evento. Para outros, meses. Talvez uma vida toda. Por quê não? O risco? Se tudo dará certo, desde a festa até os próximos anos de suas vidas etc.

Entretanto, quando a pessoa experimenta sintomas de ansiedade de forma regular, como inquietação e persistente preocupação generalizada sem um foco bem definido, pode ser indício de algum grau do que chamamos de transtorno de ansiedade. Essa ansiedade, por sua vez, é subjetivamente vista como ameaçadora e, por vezes, vem acompanhada de tensão muscular, fadiga e problemas graves de concentração.

Os transtornos de ansiedade não surgem por acaso ou por mera escolha de um. Hoje, os estudos vão em direção do núcleo desta patologia em vivências interpessoais e primeira infância conturbada. Existem, também, fatores como anormalidades químicas – neurotransmissores – ou até mesmo distúrbios hormonais.

O tratamento é realizado por meio da psicoterapia, de modo a acessar núcleos em que estas angústias são geradas, levando à ansiedade, e enxergá-las sob outra ótica. Em alguns casos, o tratamento é associado ao acompanhamento psiquiátrico, de modo a administrar determinada medicação para estabilizar o quadro.

*Em mármore, o Imperador Romano Decius transmite uma sensação de ansiedade e cansaço, como de um homem que carrega pesadas responsabilidades.

Fonte: Wikipédia