Avaliação Psicológica

O procedimento de avaliação psicológica possui por meio de instrumentos validados pela profissão, o propósito de verificar os diferentes processos psicológicos que compõe a personalidade do indivíduo. O profissional de psicologia deve possuir conhecimento suficiente para realizar esse processo sendo ele, portanto, o único profissional habilitado para exercer tal função.

É nesta fase de avaliação psicológica, onde ocorre a exposição da realidade psicológica do paciente – consciente ou inconsciente -, em que o profissional adquire um vasto conjunto de informações importantes. É papel do psicólogo saber interpretar, selecionar e, sobretudo, transmitir e devolver ao paciente. Ao exercer a atividade de avaliação psicológica, enfrenta-se, no entanto, um processo de grande responsabilidade dotado de uma série de considerações éticas.

Neste momento, é importante levar em conta não apenas a imparcialidade que deve percorrer todo o tratamento, mas também a humanização do mesmo, focando sempre na integridade do paciente. Na profissão de psicólogo é preciso que o profissional de saúde mental tenha plena consciência – e responsabilidade – da influência que um diagnóstico dessa natureza pode levar à realidade do avaliado.

Cautela, conhecimento, responsabilidade e humanização, são sem dúvida pilares importantíssimos, não apenas para o procedimento de avaliação psicológica, mas também em todo o tratamento.

Rolar para o topo